If you are an ASTM Compass Subscriber and this document is part of your subscription, you can access it for free at ASTM Compass
    ASTM D975 - 20c

    Especificação padrão para Diesel combustível

    Active Standard ASTM D975 Developed by Subcommittee: D02.E0

    Book of Standards Volume: 05.01


      Format Pages Price  
    PDF 34 $89.00   ADD TO CART

    Historical Version(s) - view previous versions of standard

    Translated Standard(s): English

    ASTM License Agreement

    More D02.E0 Standards Related Products


    1.1 Esta especificação abrange sete graus de diesel combustível adequados para vários tipos de motores diesel. Esses graus são descritos a seguir:

    1.1.1 Grau 1-D S15 – um combustível destilado médio e leve, de tipo específico, para uso em aplicações de motor diesel que requerem um combustível com 15 ppm de enxofre (no máximo) e volatilidade maior do que a fornecida pelo combustível de Grau 2-D S15.

    1.1.2 Grau 1-D S500 – um combustível destilado médio e leve, de tipo específico, para uso em aplicações de motor diesel que requerem um combustível com 500 ppm de enxofre (no máximo) e volatilidade maior do que a fornecida pelo combustível de Grau 2-D S500.2

    1.1.3 Grau 1-D S5000 – um combustível destilado médio e leve, de tipo específico, para uso em aplicações de motor diesel que requerem um combustível com 5000 ppm de enxofre (no máximo) e volatilidade maior do que a fornecida por combustíveis de Grau 2-D S5000.

    1.1.4 Grau 2-D S15 – um combustível destilado médio, de tipo genérico, para uso em aplicações de motor diesel que requerem um combustível com 15 ppm de enxofre (no máximo). Especialmente adequado para uso em aplicações com condições de velocidade e carga variáveis.2

    1.1.5 Grau 2-D S500 – um combustível destilado médio, de tipo genérico, para uso em aplicações de motor diesel que requerem um combustível com 500 ppm de enxofre (no máximo). Especialmente adequado para uso em aplicações com condições de velocidade e carga variáveis.2

    1.1.6 Grau 2-D S5000 – um combustível destilado médio, de tipo genérico, para uso em aplicações de motor diesel que requerem um combustível com 5000 ppm de enxofre (no máximo), especialmente em condições de velocidade e carga variáveis.

    1.1.7 Grau 4-D – um combustível destilado pesado ou uma mistura de óleo residual e destilado para uso em motores diesel de velocidade baixa e média em aplicações envolvendo velocidade e carga predominantemente constantes.

    OBSERVAÇÃO 1 – uma descrição mais detalhada dos graus de diesel combustível é dada na seção X1.2.

    OBSERVAÇÃO 2 – a designação Sxxx é adotada para diferenciar graus de enxofre, em vez de usar apenas palavras como “baixo enxofre” como era feito anteriormente, porque o número de graus de enxofre está crescendo e as descrições com palavras não foram consideradas precisas. Os graus S5000 correspondem aos chamados graus “regulares” de enxofre. Os graus 1-D e 2-D. S500 correspondem aos graus anterior “baixo enxofre”. Os graus S15 não estavam no sistema de classificação anterior e são geralmente referidos como graus de “enxofre muito baixo” ou ULSD.

    1.2 Salvo disposição em contrário por acordo entre o comprador e o fornecedor, esta especificação indica as propriedades necessárias de diesel combustível no momento e local de entrega.

    1.2.1 Nada na presente especificação obsta a observância das regulamentações federais, estaduais ou locais que possam ser mais restritivos.

    OBSERVAÇÃO 3 – a geração e dissipação da eletricidade estática podem criar problemas no manuseio de diesel combustível destilado. Para mais informações sobre o assunto, consulte o Guia D4865.

    1.3 Os valores indicados no sistema internacional de unidades (SI) devem ser considerados como padrão. Nenhuma outra unidade de medida está incluída nesta norma.

    1.4 Esta norma internacional foi desenvolvida de acordo com os princípios internacionalmente reconhecidos sobre padronização estabelecidos na Decisão sobre os Princípios para o desenvolvimento de normas, guias e recomendações internacionais emitidos pelo Comitê de obstáculos técnicos ao comércio (TBT) da Organização Mundial do Comércio.