If you are an ASTM Compass Subscriber and this document is part of your subscription, you can access it for free at ASTM Compass
    ASTM D6839 - 21a

    Método de ensaio padrão para Tipos de hidrocarbonetos, compostos oxigenados, benzeno e tolueno em combustíveis de motores de ignição por centelha por cromatografia gasosa

    Active Standard ASTM D6839 Developed by Subcommittee: D02.04.0L

    Book of Standards Volume: 05.03


      Format Pages Price  
    PDF 24 $200.00   ADD TO CART

    Historical Version(s) - view previous versions of standard

    Translated Standard(s): English

    ASTM License Agreement

    More D02.04.0L Standards Related Products


    Significance and Use

    5.1 Um conhecimento da composição do combustível do motor de ignição por centelha é útil para conformidade regulatória, controle do processo e garantia de qualidade.\t\t

    5.2 É necessária a determinação quantitativa de olefinas e outros tipos de hidrocarbonetos em combustíveis do motor de ignição por centelha para cumprir com as regulamentações governamentais.\t\t

    5.3 Este método de ensaio não é aplicável a combustíveis M85, que contêm 85% de metanol.

    1.1 Este método de ensaio abrange a determinação quantitativa de saturados, olefinas, aromáticos e oxigenados em combustíveis de motor de ignição por centelha por cromatografia gasosa multidimensional. Cada tipo de hidrocarboneto pode ser informado pelo número de carbono (consulte a Observação 1) ou como um total.\t\t

    OBSERVAÇÃO 1 – pode haver uma sobreposição entre os aromáticos C9 e C10; no entanto, o total é preciso. O benzeno isopropílico é resolvido dos aromáticos C8 e é incluído com outros aromáticos C9.\t\t

    1.2 Este método de ensaio não se destina a determinar componentes de hidrocarbonetos individuais, exceto benzeno e tolueno.\t\t

    1.3 Este método de ensaio é dividido em duas partes, Parte A e Parte B. \t\t

    1.3.1 A Parte A é aplicável aos intervalos de concentração para os quais a precisão (Tabela 10 e Tabela 11) foi obtida:\t\t

    1.3.1.1 Este método de ensaio é especificamente desenvolvido para a análise de gasolina de motor automotivo que contém oxigenados, mas também se aplica a os fluxos de hidrocarbonetos com faixas de ebulição similares, como naftas e reformados.\t\t

    1.3.2 A Parte B descreve o procedimento para a análise de grupos oxigenados (etanol, metanol, éteres, álcoois C3 a C5) em combustíveis etanol contendo uma fração de volume de etanol entre 50% e 85% (17% a 29% de oxigênio). A gasolina é diluída com um componente livre de oxigenados para reduzir o teor de etanol até um valor inferior a 20% antes da análise por CG. O solvente de diluição não deve ser considerado na integração, isso faz com que seja possível informar os resultados da amostra não diluída após a normalização a 100%.\t\t

    1.4 Oxigenados, como especificado no Método de ensaio D4815, foram verificados e não interferem com os hidrocarbonetos. Dentro do conjunto de amostra de round-robin, os seguintes oxigenados foram ensaiados: MTBE, etanol, ETBE, TAME, iso-propanol, isobutanol, tert-butanol e metanol. A aplicabilidade deste método de ensaio também foi verificada para a determinação de n-propanol, acetona e éter di-isopropílico (DIPE). No entanto, nenhum dado de precisão foi determinado para esses compostos. \t\t

    1.4.1 Outros oxigenados podem ser determinados e quantificados usando o Método de ensaio D4815 ou D5599.\t\t

    1.5 O método é harmonizado com ISO 22854.\t\t

    1.6 Este método de ensaio inclui uma seção de desvio relativo para relatórios sobre olefinas totais da regulamentação de combustível para motores de ignição por faísca da EPA dos EUA com base na avaliação de precisão da Prática D6708 entre o Método de ensaio D6839 e o Método de ensaio D1319 como possível alternativa do Método de ensaio D6839 ao Método de ensaio D1319. A equação de correlação obtida na Prática D6708 só é aplicável para combustíveis na faixa de concentração de olefinas totais de 0,2% a 18,2% em volume, medida pelo Método de ensaio D6839. A faixa de olefinas totais aplicável do Método de ensaio D1319 vai de 0,6% a 20,6% em volume, conforme informado pelo Método de ensaio D1319.\t\t

    1.7 Este método de ensaio inclui uma seção de desvio relativo para informações sobre benzeno com base na avaliação de precisão da Prática D6708 entre o Método de ensaio D6839 e o Método de ensaio D3606 (Procedimento B) como possível alternativa do Método de ensaio D6839 ao Método de ensaio D3606(Procedimento B). A equação de correlação derivada da Prática D6708 só é aplicável para combustíveis na faixa de concentração de benzeno de 0,52% a 1,67% em volume, medida pelo Método de ensaio D6839.\t\t

    1.8 Este método de ensaio inclui uma seção de desvio relativo para informações sobre benzeno com base na avaliação de precisão da Prática D6708 entre o Método de ensaio D6839 e o Método de ensaio D5580 como uma possível alternativa ao Método de ensaio D6839 para o Método de ensaio D5580. A equação de correlação derivada da Prática D6708 só é aplicável para combustíveis na faixa de concentração de benzeno de 0,52% a 1,67% em volume, medida pelo Método de ensaio D6839.\t\t

    1.9 Este método de ensaio inclui uma seção de desvio relativo para informações sobre benzeno com base na avaliação de precisão da Prática D6708 entre o Método de ensaio D6839 e o Método de ensaio D5769 como uma possível alternativa ao Método de ensaio D6839 para o Método de ensaio D5769. A equação de correlação derivada da Prática D6708 só é aplicável para combustíveis na faixa de concentração de benzeno de 0,52% a 1,67% em volume, medida pelo Método de ensaio D6839.\t\t

    1.10 Este método de ensaio inclui uma seção de desvio relativo para informações sobre aromáticos totais com base na avaliação de precisão da Prática D6708 entre o Método de ensaio D6839 e o Método de ensaio D1319 como possível alternativa do Método de ensaio D6839 ao Método de ensaio D1319. A equação de correlação obtida na Prática D6708 só é aplicável para combustíveis na faixa de concentração de aromáticos totais de 14,3% a 31,2% em volume, medida pelo Método de ensaio D6839.\t\t

    1.11 Este método de ensaio inclui uma seção de desvio relativo para informações sobre aromáticos totais com base na avaliação de precisão da Prática D6708 entre o Método de ensaio D6839 e o Método de ensaio D5580 como uma possível alternativa ao Método de ensaio D6839 para o Método de ensaio D5580. A equação de correlação obtida na Prática D6708 só é aplicável para combustíveis na faixa de concentração de aromáticos totais de 14,3% a 31,2% em volume, medida pelo Método de ensaio D6839.\t\t

    1.12 Este método de ensaio inclui uma seção de desvio relativo para informações sobre aromáticos totais com base na avaliação de precisão da Prática D6708 entre o Método de ensaio D6839 e o Método de ensaio D5769 como possível alternativa do Método de ensaio D6839 ao Método de ensaio D5769. A equação de correlação obtida na Prática D6708 só é aplicável para combustíveis na faixa de concentração de aromáticos totais de 14,3% a 30,1% em volume, medida pelo Método de ensaio D6839.\t\t

    1.13 Este método de ensaio inclui uma seção de desvio relativo para informações sobre olefinas totais com base na avaliação de precisão da Prática D6708 entre o Método de ensaio D6839 e o Método de ensaio D6550 como uma possível alternativa ao Método de ensaio D6839 para o Método de ensaio D6550. A equação de correlação obtida na Prática D6708 só é aplicável para combustíveis na faixa de concentração de olefinas totais de 1,5% a 17,2% em volume, medida pelo Método de ensaio D6839.\t\t

    1.14 Os valores indicados no sistema internacional de unidades (SI) devem ser considerados como padrão. Nenhuma outra unidade de medida está incluída nesta norma.\t\t

    1.15 Esta norma não pretende abordar todas as preocupações de segurança, se houver, associadas à sua utilização. É responsabilidade do usuário desta norma estabelecer práticas apropriadas de saúde, segurança e meio ambiente e determinar a aplicabilidade das limitações regulatórias antes do uso.\t\t

    1.16 Esta norma internacional foi desenvolvida de acordo com os princípios internacionalmente reconhecidos sobre padronização estabelecidos na Decisão sobre os Princípios para o desenvolvimento de normas, guias e recomendações internacionais emitidos pelo Comitê de obstáculos técnicos ao comércio (TBT) da Organização Mundial do Comércio.