ASTM D664 - 18e2

    Método de ensaio padrão para Número ácido de produtos petrolíferos por titulação potenciométrica

    Active Standard ASTM D664 Developed by Subcommittee: D02.06

    Book of Standards Volume: 05.01


      Format Pages Price  
    PDF 16 $56.00   ADD TO CART

    Historical Version(s) - view previous versions of standard

    Translated Standard(s): English

    ASTM License Agreement

    More D02.06 Standards Related Products


    1. Escopo

    1.1 Este método de ensaio abrange procedimentos para a determinação de constituintes ácidos em produtos petrolíferos, lubrificantes, biodiesel e misturas de biodiesel.

    1.1.1 Método de ensaio A – para produtos petrolíferos e lubrificantes solúveis ou quase solúveis em misturas de tolueno e isopropanol. É aplicável para a determinação de ácidos cujas constantes de dissociação em água são maiores que 10–9. Os ácidos extremamente fracos, cujas constantes de dissociação são menores que 10–9, não interferem. Os sais reagem se suas constantes de hidrólise forem maiores que 10–9. A faixa de números ácidos incluídos na declaração de precisão é de 0,1 mg/g KOH a 150 mg/g KOH.

    1.1.2 Método de ensaio B – desenvolvido especificamente para biodiesel e misturas de biodiesel com baixa acidez e solubilidade suavemente diferente. Este método de ensaio exige o uso de um titulador automático com capacidade de busca de ponto final automática.

    OBSERVAÇÃO 1 – em óleos novos e usados, os constituintes que podem ser considerados como tendo características ácidas incluem ácidos orgânicos e inorgânicos, ésteres, compostos fenólicos, lactonas, resinas, sais de metais pesados, sais de amônia e outras bases fracas, sais ácidos de ácidos polibásicos e agentes de adição, como inibidores e detergentes.

    1.2 O método de ensaio pode ser usado para indicar mudanças relativas que ocorrem no óleo durante o ouso em condições oxidantes, independentemente da cor ou outras propriedades do óleo resultante. Embora a titulação seja feita sob condições definidas de equilíbrio, o método de ensaio não se destina a medir uma propriedade ácida absoluta que pode ser usada para prever o desempenho do óleo em condições de serviço. Nenhuma relação geral entre a corrosão do rolamento e o número ácido é conhecida.

    OBSERVAÇÃO 2 – o número ácido obtido por essa norma pode ou não ser numericamente o mesmo que o obtido de acordo com os Métodos de ensaio D974 e D3339. Não houve nenhuma tentativa de correlacionar esse método com outros métodos de não titulação.

    OBSERVAÇÃO 3 – alguns laboratórios observaram que há uma diferença nos resultados do Método de ensaio D664 quando se utiliza tampões aquosos em comparação aos não aquosos.

    1.3 Os valores indicados no sistema internacional de unidades devem ser considerados como padrão. Nenhuma outra unidade de medida está incluída nesta norma.

    1.4 Esta norma não pretende abordar todas as preocupações de segurança, se houver, associadas à sua utilização. É responsabilidade do usuário desta norma estabelecer práticas apropriadas de saúde e segurança e meio-ambiente e determinar a aplicabilidade das limitações regulatórias antes do uso.

    1.5 Este padrão internacional foi desenvolvido de acordo com os princípios internacionalmente reconhecidos sobre padronização estabelecidos na Decisão sobre os princípios para o desenvolvimento de normas, guias e recomendações internacionais emitidos pelo Comitê de Obstáculos técnicos ao comércio (TBT) da Organização Mundial do Comércio.