ASTM D5580 - 15

    Método de ensaio padrão para Determinação por cromatografia gasosa de benzeno, tolueno, etilbenzeno, p/m-xileno oxileno, C9 e aromáticos mais pesados e aromáticos totais na gasolina acabada

    Active Standard ASTM D5580 Developed by Subcommittee: D02.04.0L

    Book of Standards Volume: 05.02


      Format Pages Price  
    PDF 17 $56.00   ADD TO CART

    Historical Version(s) - view previous versions of standard

    Translated Standard(s): English

    ASTM License Agreement

    More D02.04.0L Standards Related Products


    Significance and Use

    5.1 Regulamentações que limitam a concentração de benzeno e o teor total de aromáticos na gasolina acabada foram estabelecidas para 1995 e depois, com o intuito de reduzir a reatividade e a toxicidade do ozônio das emissões evaporativas e de escapamento automotivas. Métodos de ensaio para determinar o teor de benzeno e de aromáticos na gasolina são necessários para avaliar a qualidade do produto e atender às novas regulamentações de combustível.

    5.2 Este método de ensaio pode ser usado para gasolinas que contenham oxigenados (alcoóis e éteres) como aditivos. Foi determinado que os oxigenados comuns encontrados na gasolina acabada não interferem com a análise de benzeno e outros aromáticos por este método de ensaio.

    1.1 Este método de ensaio abrange a determinação de benzeno, tolueno, etilbenzeno, xilenos, C9 e aromáticos mais pesados e aromáticos totais em gasolina acabada por cromatografia gasosa.

    1.2 Os hidrocarbonetos aromáticos são separados sem interferência de outros hidrocarbonetos na gasolina acabada. Hidrocarbonetos não aromáticos com um ponto de ebulição superior a n-dodecano podem causar interferências na determinação do C9 e aromáticos mais pesados. O C8 aromático, p-xileno e m-xileno são coeluídos enquanto etilbenzeno e oxileno são separados. O C9 e os aromáticos mais pesados são determinados como grupo único.

    1.3 Este método de ensaio abrange as seguintes faixas de concentração, em % de volume de líquido, para os aromáticos precedentes: benzeno, 0,1 a 5%; tolueno, 1 a 15%; aromáticos C8 individuais, 0,5 a 10%; C9 total e aromáticos mais pesados, 5 a 30%; e aromáticos totais, 10 a 80%.

    1.4 Os resultados com aproximação de 0,01%, por massa ou volume de líquido.

    1.5 Este método de ensaio inclui uma seção de desvio relativo para relatórios sobre benzeno da regulamentação de combustível para motores de ignição por faísca da EPA dos EUA com base na avaliação de precisão da Prática D6708 entre o Método de ensaio D5580 e o método de ensaio D3606 como possível alternativa do Método de ensaio D5580 ao Método de ensaio D3606. A equação de correlação derivada da Prática D6708 só é aplicável para combustíveis na faixa de concentração de benzeno de 0,0% a 2,31% por volume, medida pelo Método de ensaio D5580. A faixa de benzeno aplicável do Método de ensaio D3606 vai de 0,0% a 2,38% por volume, conforme relatado pelo método de ensaio D3606.

    1.6 Este método de ensaio inclui uma seção de desvio relativo para relatórios sobre aromáticos totais da regulamentação de combustível para motores de ignição por faísca da EPA dos EUA com base na avaliação de precisão da Prática D6708 entre o Método de ensaio D5580 e o Método de ensaio D5769 como possível alternativa do Método de ensaio D5580 ao Método de ensaio D5769. As equações de correlação derivadas da Prática D6708 só são aplicáveis para combustíveis na faixa de concentração de aromáticos totais entre 5,4% e 31,6% por volume, conforme medido pelo método de ensaio D5580, e a temperatura de destilação de T95, em que 95% da amostra evaporaram conforme medido pelo Método de ensaio D86, está na faixa de 149,1 °C a 196,6 °C (300,4 °F a 385,9 °F).

    1.6.1 A faixa aplicável do Método de ensaio D5769 para aromáticos totais varia de 3,7 % a 29,4 % por volume, conforme indicado pelo Método de ensaio D5769, e a temperatura de destilação T95, em que 95% da amostra evaporaram quando testada de acordo com o Método de ensaio D86 variou de 149,1 °C a 196,6 °C (300,4 °F a 385,9 °F).

    1.7 Muitos dos alcoóis e éteres comuns adicionados à gasolina para reduzir as emissões de monóxido de carbono e aumentar a octanagem não interferem na análise. Descobriu-se que éteres como o metil terc-éter-butílico (MTBE), etil tercéter- butílico (ETBE), terc-amilmetiléter (TAME) e éter diisopropílico (DIPE) eluem da pré-coluna com os hidrocarbonetos não aromáticos para o respiro. Outros oxigenados, entre eles metanol e etanol, eluem antes do benzeno e dos hidrocarbonetos aromáticos. Verificou-se também que o 1-metilciclopenteno elui da pré-coluna para o respiro e não interfere com o benzeno.

    1.8 Os valores indicados no sistema internacional de unidades devem ser considerados como padrão.

    1.8.1 Exceção – os valores informados entre parênteses são apenas para fins informativos.

    1.9 Esta norma não pretende abordar todas as preocupações de segurança, se houver, associadas à sua utilização. É responsabilidade do usuário desta norma estabelecer práticas apropriadas de saúde e segurança e determinar a aplicabilidade das limitações regulatórias antes do uso.