If you are an ASTM Compass Subscriber and this document is part of your subscription, you can access it for free at ASTM Compass
    ASTM D2386 - 19

    Método de ensaio padrão para Ponto de congelamento de combustíveis de aviação

    Active Standard ASTM D2386 Developed by Subcommittee: D02.07

    Book of Standards Volume: 05.01


      Format Pages Price  
    PDF 7 $62.00   ADD TO CART

    Historical Version(s) - view previous versions of standard

    Translated Standard(s): English

    ASTM License Agreement

    More D02.07 Standards Related Products


    Significance and Use

    4.1 O ponto de congelamento de um combustível de aviação é a temperatura mais baixa na qual o combustível permanece livre de cristais de hidrocarbonetos sólidos que podem restringir o fluxo de combustível através dos filtros, se presentes no sistema de combustível da aeronave. A temperatura do combustível no tanque da aeronave normalmente cai durante o voo, dependendo da velocidade da aeronave, altitude e duração do voo. O ponto de congelamento do combustível deve ser sempre inferior à temperatura operacional mínima do tanque.

    4.2 O ponto de congelamento é um requisito nas Especificações D910 e D1655.

    1.1 Este método de ensaio abrange a determinação da temperatura abaixo da qual podem formar-se cristais de hidrocarbonetos sólidos nos combustíveis de turbina de aviação e na gasolina de aviação. Se nenhum ponto de cristalização ou congelamento puder ser medido, este ensaio pode ser usado para informar a menor temperatura mensurável atingida antes do ponto de cristalização.

    OBSERVAÇÃO 1 – o programa interlaboratorial que gerou as precisões para este método de ensaio não incluiu gasolina de aviação.

    1.2 Os valores indicados no sistema internacional de unidades (SI) devem ser considerados como padrão. Nenhuma outra unidade de medida está incluída nesta norma.

    1.3 Esta norma não pretende abordar todas as preocupações de segurança, se houver, associadas à sua utilização. É responsabilidade do usuário desta norma estabelecer práticas apropriadas de saúde, segurança e meio ambiente e determinar a aplicabilidade das limitações regulatórias antes do uso. Para recomendações específicas, consulte 5.4, a Seção 6 e 8.3.

    1.4 Este padrão internacional foi desenvolvido de acordo com os princípios internacionalmente reconhecidos sobre padronização estabelecidos na Decisão sobre os Princípios para o desenvolvimento de normas, guias e recomendações internacionais emitidos pelo Comitê de obstáculos técnicos ao comércio (TBT) da Organização Mundial do Comércio.