If you are an ASTM Compass Subscriber and this document is part of your subscription, you can access it for free at ASTM Compass
    ASTM D130 - 19

    Método de ensaio padrão para Corrosividade ao cobre de derivados de petróleo pelo ensaio da lâmina de cobre

    Active Standard ASTM D130 Developed by Subcommittee: D02.05

    Book of Standards Volume: 05.01


      Format Pages Price  
    PDF 12 $200.00   ADD TO CART

    Historical Version(s) - view previous versions of standard

    Translated Standard(s): English

    ASTM License Agreement

    More D02.05 Standards Related Products


    Significance and Use

    5.1 O óleo cru contém compostos de enxofre, a maioria dos quais são removidos durante o refino. No entanto, dos compostos de enxofre que permanecem no produto do petróleo, alguns podem ter uma ação de corrosão em vários metais e essa corrosividade não está necessariamente relacionada diretamente com o teor total de enxofre. O efeito pode variar de acordo com os tipos químicos de compostos de enxofre presentes. O ensaio de corrosão da lâmina de cobre é projetado para avaliar o grau relativo de corrosividade de um produto petrolífero.

    1.1 Este método de ensaio abrange a determinação da corrosividade no cobre de gasolina de aviação, combustível para turbinas de aviação, gasolina automotiva, solventes purificadores (Stoddard), querosene, combustível diesel, óleo combustível destilado, óleo lubrificante e gasolina natural ou outros hidrocarbonetos com pressão de vapor não superior a 124 kPa (18 psi) a 37,8 °C. (Aviso – alguns produtos, especialmente a gasolina natural, podem ter uma pressão de vapor muito maior do que normalmente seria característica das gasolinas automotiva ou de aviação. Por este motivo, tenha extremo cuidado para garantir que o vaso de pressão utilizado neste método de ensaio e que contenha gasolina natural ou outros produtos de alta pressão de vapor não seja colocado no banho de 100 °C (212 ºF). Amostras com pressões de vapor superiores a 124 kPa (18 psi) podem desenvolver pressões suficientes para romper o vaso de pressão a 100 ºC. Para qualquer amostra com uma pressão de vapor acima de 124 kPa (18 psi), use o Método de ensaio D1838.)

    1.2 Os valores indicados no sistema internacional de unidades devem ser considerados como padrão. Os valores entre parênteses após as unidades SI são fornecidos apenas para informação e não são considerados padrão.

    1.3 Esta norma não pretende abordar todas as preocupações de segurança, se houver, associadas à sua utilização. É responsabilidade do usuário desta norma estabelecer práticas apropriadas de saúde e segurança e meio-ambiente e determinar a aplicabilidade das limitações regulatórias antes do uso. Para advertências de perigo específicas, consulte 1.1, 7.1 e o Anexo A2.

    1.4 Esta norma internacional foi desenvolvida de acordo com os princípios internacionalmente reconhecidos sobre padronização estabelecidos na Decisão sobre os princípios para o desenvolvimento de normas, guias e recomendações internacionais emitidos pelo Comitê de Obstáculos técnicos ao comércio (TBT) da Organização Mundial do Comércio.