ASTM A416/A416M - 18

    Especificação padrão para Cordoalha de aço de sete fios de baixa relaxação para concreto protendido

    Active Standard ASTM A416 / A416M Developed by Subcommittee: A01.05

    Book of Standards Volume: 01.04


      Format Pages Price  
    PDF 6 $52.00   ADD TO CART

    Historical Version(s) - view previous versions of standard

    Translated Standard(s): English

    ASTM License Agreement

    More A01.05 Standards Related Products


    1.1 Esta especificação abrange dois graus de cabo de aço com sete fios de baixa relaxação para uso em construção de concreto protendido. O grau 250 [1725] e o grau 270 [1860] têm resistências mínimas à tração de 250 ksi [1725 MPa] e 270 ksi [1860 MPa], respectivamente, com base na área nominal do cabo.

    1.2 Um requisito complementar (S1) é fornecido para uso em ensaios de força de ligação de cordoalhas com diâmetro de 0,600 in. [15,24 mm] de Grau 270 [1860] para aplicações em bulbos de solo protendidos é exigido pelo comprador. O requisito complementar se aplica somente quando especificado na ordem de compra.

    1.3 O texto desta especificação contém observações e notas de rodapé, ou ambas, que fornecem material explicativo. Essas observações e notas de rodapé não contêm nenhuma informação obrigatória.

    1.4 Esta especificação é aplicável a pedidos em unidades de polegada-libra (como a Especificação A416) ou unidades do SI (como a Especificação A416M).

    1.5 Os valores indicados em unidades de polegada-libra ou em unidades do SI devem ser considerados separadamente como padrão. No texto, as unidades do SI são mostradas entre colchetes. Os valores informados em cada sistema podem não ser equivalentes exatos; portanto, cada sistema deve ser usado independentemente do outro. Os valores combinados dos dois sistemas podem resultar em não conformidade com a especificação.

    1.6 Esta norma internacional foi desenvolvida de acordo com os princípios internacionalmente reconhecidos sobre normalização estabelecidos na Decisão sobre os Princípios para o desenvolvimento de normas, guias e recomendações internacionais emitidos pelo Comitê de Obstáculos técnicos ao comércio (TBT) da Organização Mundial do Comércio.